top of page

Corinthians se fecha para evitar maior pressão em meio a risco de rebaixamento no Brasileirão

Globo Esporte


A proximidade da zona de rebaixamento agrava o mau momento do Corinthians, que tenta preservar os jogadores da pressão crescente. A preocupação é que o risco de rebaixamento no Brasileirão tenha um impacto negativo dentro de campo, e por isso o discurso é claro: não se pode entrar em uma espiral negativa.

O Corinthians quer tomar cada vez mais cuidado para proteger o elenco de qualquer influência externa negativa. A ordem é fechar o grupo em si mesmo e evitar ruídos de todo tipo. Treinos abertos à imprensa como o do último dia 12, por exemplo, estão fora de cogitação. Em campo, o técnico Mano Menezes quer tudo menos desespero.

No último domingo, a frustração dos jogadores ficou clara no empate contra o América-MG. O Corinthians se apressou desde o começo, cometeu erros técnicos incomuns, permitiu contra-ataques que não deveria e se complicou.

– Você não consegue chegar, tem cera, o goleiro cai, e aquilo vai te irritando. A torcida cobra, aumenta a tensão, e você começa a cometer erros que normalmente não acontecem – resumiu Giuliano depois do jogo.

O meia foi o autor do gol e o único a dar explicações sobre o tropeço em casa contra o lanterna. A medida não é inédita na temporada corintiana, mas ajuda a ilustrar a gravidade do momento atual: nenhum outro jogador quis falar sobre o jogo.

– Vestir a camisa do Corinthians já não é fácil, todos sabem que é uma camisa pesada. Nesse momento de pior colocação na tabela, isso piora um pouco. Minha missão é que eles passem por isso sem ter uma queda de qualidade técnica – planeja o técnico Mano Menezes.

O Corinthians tem apenas uma vitória nas últimas dez rodadas do Brasileirão e amarga a segunda pior campanha do returno. Com 33 pontos, está três acima da zona de rebaixamento e nesta quarta-feira visita o Cuiabá. Se perder, poder terminar a rodada na zona de rebaixamento.

– (O jogador) Vai sentir a pressão, não tem como. O peso da camisa do Corinthians é muito grande, não importa se é mais novo ou mais velho. Uma vez que você veste essa camisa, tem essa responsabilidade também – diz Giuliano.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page