top of page

Confusão em comércio de Rio Verde termina em injúria racial e quebra-quebra

Mulheres se envolveram em briga, danificando o local



Olha Goiás




Neste domingo (3), por volta das 21h50, uma confusão tumultuou um estabelecimento comercial, localizado no bairro Dom Miguel, em Rio Verde. O motivo? Uma acusação de injúria racial que desencadeou uma briga entre clientes e funcionários.


Segundo relatos, duas mulheres estavam envolvidas em uma discussão acalorada dentro do estabelecimento, chegando ao ponto de quebrar garrafas no local. A situação foi relatada por uma testemunha, que aguardava a chegada da equipe policial.


Ao chegar ao local, o 2° Sargento Adriano e o Cabo Maxswel encontraram as envolvidas na confusão, que alegaram terem sido agredidas pelos funcionários do estabelecimento após reclamarem de um suco. A discussão teria se intensificado, resultando em danos materiais, com garrafas, mesas e cadeiras sendo danificadas.


As partes envolvidas apresentaram versões conflitantes sobre quem iniciou a briga. Enquanto as mulheres afirmaram terem sido agredidas primeiro, os funcionários alegaram que as clientes foram as provocadoras, chegando ao ponto de proferir ofensas racistas, chamando uma das funcionárias de "negrinha".


Diante do cenário de desordem e divergência de relatos, todas as partes foram conduzidas até o plantão da 8ª Delegacia Regional de Polícia, onde o caso foi apresentado às autoridades competentes. 

22 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page