top of page

"Como não marca um pênalti daquele?", questiona António Oliveira após empate do Cuiabá

Globo Esporte


O técnico António Oliveira voltou a mostrar revolta com a atuação da arbitragem, desta vez em entrevista coletiva após o empate sem gols do Cuiabá com o Santos, na noite desta segunda-feira, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Logo aos dois minutos de jogo, Deyverson antecipou Joaquim, roubou a bola e recebeu contato por trás dentro da área. O árbitro Savio Pereira Sampaio, do quadro da FIFA, nada marcou em campo. Ele ouviu instruções do VAR, que não indicou revisão no monitor, e mandou o jogo seguir.

- Primeiro parabenizar meus jogadores. É evidente que nós queríamos somar os três pontos, tivemos oportunidades mais que suficientes para isso. A expectativa de gol do adversário foi basicamente inexistente. Dentro daquilo que foi o plano estratégico para o jogo, os jogadores foram exemplares. Foi um jogo seguro, essa é a minha responsabilidade como treinador de vir sempre aqui justificar. Mas eu não consigo entender o que está se passando. Como é que não marca um pênalti daquele?

- No jogo anterior, um gol impedido pelo uso incorreto da câmera. É surreal isto. Temos alta tecnologia, não estamos jogando na várzea. É um campeonato bastante conceituado, que é passado em todo o mundo. O próprio Joaquim, que faz o pênalti, é só reparar na expressão dele, quando cai, ele sabe que fez. Ele próprio no final do jogo diz que claramente foi pênalti. Eu não sei como é que é possível que nem o VAR se utiliza. É inacreditável o que se passou aqui hoje. Eu gostaria que alguém me justificasse isso. Acabo depois por passar a imagem que estou de "mimimi". Aquilo é pênalti em Portugal, na China, em Bangladesh, na Antártida, em Marte. Acabaram de prejudicar um clube, uma cidade, um estado que também merece respeito e que também tem os seus torcedores. Hoje o Cuiabá não foi respeitado.

O Cuiabá ficou mais perto da vitória durante os 90 minutos e criou as melhores oportunidades de marcar. O comandante auriverde elogiou o desempenho da equipe na partida e o a campanha até agora no Brasileirão.

- Uma atuação sólida, à imagem daquilo que estes jogadores têm feito. Um campeonato extraordinário, ano passado acabamos com 41 pontos e neste momento temos 41 a seis jogos do fim. No meio destes tubarões, alguns desesperados, o Cuiabá está numa posição que muitos não esperavam. Foram mais uma vez fantásticos e muito sólidos sobre o ponto de vista coletivo, quer defensivo quer ofensivo.

Por fim, o português projetou o duelo com o Bahia, na quinta-feira, novamente fora de casa, pela 33ª rodada do Brasileirão.

- É mais um adversário valoroso, bem treinado, com excelentes jogadores, um investimento enormíssimo e com os mesmos objetivos que nós e que outros desta zona mais aflitiva. Vamos nos preparar da melhor forma, agora é descansar e preparar a melhor estratégia para mais uma vez representar da melhor forma este enorme clube.

O Dourado é o 12º colocado, agora com 41 pontos, a quatro do Cruzeiro, que abre a zona de rebaixamento.

19 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page