top of page

Cobertura vacinal contra Influenza em Goiás é a menor do Brasil

Superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO informa que vacina é fundamental para prevenir as formas graves da doença



Mais Goiás

Em Goiás, apenas 30,59% das pessoas que integram os grupos prioritários procuraram os postos da rede pública (Foto Iron Braz)



Apesar de ter registrado 301 casos e 26 mortes por influenza, Goiás tem a menor cobertura vacinal contra a doença em todo o Brasil, segundo o Governo do Estado. A campanha de vacinação, que teve início em 22 de março, chega ao fim na próxima sexta-feira (31).


De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), apenas 30,59% das pessoas que integram os grupos prioritários tomaram o imunizante na atual campanha. Segundo o Ministério da Saúde, o ideal seria acima de 90%.


A superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Flúvia Amorim, informa que a vacina contra a influenza é fundamental para prevenir as formas graves da doença. “Com a chegada do clima frio e seco, observamos o aumento dos casos de doenças respiratórias. Por isso, conclamamos as pessoas que ainda não tomaram a vacina a ir a um dos postos localizados em todos os municípios para receber a dose do imunizante”, enfatiza.


Em Goiás, foram registrados 3.196 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) pela SES-GO em 2024. Mesmo com a ampliação da vacina para toda a população acima de seis meses de idade, a procura ainda é mínima nos 900 postos espalhados pelo território goiano.


Flúvia Amorim ressalta que a ampliação da vacinação contribui para a redução dos atendimentos ambulatoriais e das internações durante o período frio e seco, tendo em vista que as doenças de transmissão respiratória são mais frequentes nessa época e as pessoas passam mais tempo em ambientes fechados.


De acordo com o Governo de Goiás, mesmo após o fim da campanha, as pessoas ainda poderão procurar o posto de vacinação para a imunização contra a influenza.

4 visualizações0 comentário

留言


bottom of page