top of page

Clubes da Europa temem calote da Arábia Saudita, diz imprensa inglesa

Preocupação seria sobre não receber o dinheiro das últimas transferências, de acordo com os jornais "Telegraph" e "Guardian"; associação de clubes poderia acionar a Fifa sobre garantias


Globo Esporte

Neymar foi contratado pelo Al-Hilal junto ao Paris Saint-Germain por mais de 100 milhões de euros — Foto: Getty Images


Clubes da Europa estariam preocupados com o risco de não receberem todo o dinheiro acertado com clubes da Arábia Saudita pelas transferências dos últimos meses. Inclusive, pretendem cobrar da Fifa a criação de garantias para isso. As informações foram publicadas pelos jornais "The Guardian" e "The Telegraph" na noite da última quarta-feira.


— Não acredito que haja perigo (da concorrência da Saudi Pro League). Nos concentramos na Europa e em nossos clubes. Temos as melhores e mais importantes competições, os melhores jogadores. Não cabe a mim julgar o que acontece fora da Europa. Focamos em nós mesmos — afirmou Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, nesta quinta-feira.


O PSG, por exemplo, tem a receber 100 milhões de euros do Al-Hilal pela transferência de Neymar. Essa foi a principal contratação da Saudi Pro League, que investiu mais de 913 milhões de euros (R$ 4,8 bilhões) em reforços na atual janela — se encerra hoje para a liga.

De acordo com os jornais ingleses, discussões sobre o assunto ocorreram na última quarta-feira, durante a Assembleia Geral da Associação de Clubes da Europa (ECA), em Berlim, na Alemanha.


Ainda segundo o "Telegraph" e o "Guardian", o dinheiro gasto pelos clubes sauditas nas primeiras divisões europeias teria chegado em 2023 a 878 milhões de euros (R$ 4,6 bilhões), valor muito acima do que em 2020, por exemplo, de 63 milhões de euros. Elas representariam 11% do montante gerado com vendas de jogadores nesta janela europeia.

Os clubes da Europa estariam em busca de mecanismos para garantir o pagamentos dessas transferências com integrantes da Saudi Pro League. De acordo com o regulamento da Uefa, um clube não deve ter "nenhuma dívida em atraso" com outro , nesse quesito de contratações, para poder competir nacionalmente ou internacionalmente. Porém, tais regras não valem para clubes de fora do continente.


Entre os 10 clubes que mais investiram nos últimos meses em transferências, três são do Campeonato da Arábia Saudita: Al-Hilal (2º), Al-Ahli (8º) e Al-Nassr (10º).

40 visualizações0 comentário

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page