top of page

Cidade no Acre registra o maior abalo sísmico da história do Brasil

Terremoto de 6,6 graus na Escala Richter aconteceu a 614,5 km de profundidade



Olha Goiás




O município de Tarauacá, no Acre, experimentou o maior tremor de terra já registrado no Brasil, atingindo 6,6 graus na Escala Richter, conforme dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos. O abalo sísmico ocorreu às 18h31 no horário de Brasília, 16h31 no horário local, no sábado, 20. 


Até o momento, não há relatos de danos materiais ou vítimas, pois o terremoto aconteceu a uma profundidade de 614,5 quilômetros. Especialistas afirmam que tremores nessa profundidade raramente são percebidos pela população, graças à dissipação eficiente da energia.


Este não é o primeiro episódio sísmico em Tarauacá; em 7 de junho de 2022, a cidade já havia registrado um abalo de 6,5 graus, classificado como o segundo maior na história do país. Naquela ocasião, felizmente, também não houve vítimas nem danos materiais.


A localização da cidade, próxima à Cordilheira dos Andes, uma das áreas com maior atividade sísmica do mundo, explica a frequência desses eventos. Nos últimos 45 anos, o Serviço Geológico dos Estados Unidos registrou cerca de 96 tremores sísmicos em um raio de 250 quilômetros de Tarauacá, sem relatos de consequências graves.


George Sand, professor de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) e membro da Rede Sismográfica Brasileira, explicou que terremotos mais profundos, como o ocorrido em Tarauacá, tendem a dissipar a energia antes de atingir a superfície, minimizando os danos. Ele ressaltou que os tremores que resultam em estragos geralmente ocorrem a uma profundidade entre 30 e 50 km do solo.  


Com informações da Agência Brasil *

17 visualizações0 comentário
bottom of page