top of page

CBF assina acordo com entidade para combater manipulação de resultados

Pacto com Centro Internacional de Segurança Esportiva, o Icss, para coibir este tipo de fraude. Acordo prevê série de ações conjuntas




Metrópoles



Visando fortalecer o combate à manipulação de resultados no futebol, a CBF assinou nesta sexta-feira (22/3) um acordo com o Centro Internacional de Segurança Esportiva, o ICSS, para coibir este tipo de fraude. O pacto prevê uma série de ações em conjunto para evitarem estas situações.


O Icss é conhecido pelo seu trabalho desenvolvido com foco em segurança, proteção e integridade esportiva. Para desenvolver essa função, a entidade trabalha em parceria com diversas organizações internacionais e líderes ao redor do mundo. Entre os parceiros estão nomes como a Unesco, Conselho da Europa, Banco Mundial, entre outros.


A cerimônia de formalização da parceria ocorreu no estádio de Wembley, em Londres, onde a Seleção Brasileira joga um amistoso contra a Inglaterra neste sábado (23/3).


“A CBF adota as mesmas medidas implementadas pelas principais organizações esportivas do mundo para a proteção da integridade do esporte e estamos estruturando, com ajuda da Fifa e da Conmebol, uma série de iniciativas próprias para combater a manipulação de resultados”, declarou Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF.


“Estamos construindo um ecossistema para que instituições como o ICSS e a Aliança Global de Integridade Esportiva, empresas de monitoramento como Sportadar, Statsperform e Genius, e uma Força-Tarefa de Investigação privada possam trabalhar em conjunto com a CBF, a Conmebol e a Fifa para apoiar as autoridades públicas na sua missão de processar criminosos que atuam na manipulação de resultados esportivos”, comentou o mandatário.


Ednaldo ainda deu detalhes sobre os objetivos do acordo.


“Nosso objetivo é garantir recursos suficientes para fazer o maior investimento no mundo que uma organização esportiva já fez para proteger a integridade, consolidando o papel da CBF como incubadora de boas práticas nesta área”, finalizou Ednaldo Rodrigues.

6 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page