top of page

Caso Alonso: Polícia Civil de Mineiros e Jataí elucidam o homicídio, encerra o respectivo inquérito

No sábado, foi realizada perícia no veículo, oportunidade em que foi detectado sangue humano.


Polícia Civil de Mineiros

Foto - PC de Goiás


A Polícia Civil do Estado de Goiás, em Mineiros-GO e Jataí-GO, começou uma investigação no início do mês de novembro para apurar o desaparecimento do empresário Alonso de Araújo, que sumiu na cidade desde o dia 31 de outubro. Através de investigações, foi possível detectar que a vítima veio até a cidade na companhia de L.J.C.O e, desde então, nunca mais apareceu. Após algum tempo, ele foi preso temporariamente. Através de linhas investigativas, descobriu-se que J.M.M.R.S, de 26 anos, vendeu, 03 dias depois, um veículo VW, o que levantou a suspeita da equipe policial (já que ele possuía relação com o detido semana passada). No sábado, foi realizada perícia no veículo, oportunidade em que foi detectado sangue humano. Após a prisão do indivíduo acima citado, no interrogatório, ele confessou, em parte, a prática delitiva, indicando o local que ocultou o cadáver da vítima, que, de fato, foi localizado pela Polícia Civil. Em continuação, através das provas técnicas e pelo novo interrogatório, foi detectado que L.G (preso ontem) comprou, poucos dias antes da morte de Alonso, uma caminhonete da vítima, entregando um cheque no valor de R$ 300.000,00. Destaque-se que ele só comprou referido veículo porque sabia da morte. Nisso, percebendo que os outros suspeitos não executavam a vítima, começou a cobrá-los, pois o título de crédito referido estava pré-datado para o início do mês de novembro. A título de complementação, a Polícia Civil informa que a vítima, no dia da sua morte, portava joias (colar, anel, etc.), avaliadas em aproximadamente R$ 200.000,00. Dois dos suspeitos furtaram referidos objetos, mas já foram apreendidos pela Polícia Civil. Como dito, o inquérito policial foi finalizado, sendo dois deles indiciados pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver e, os outros dois, também por homicídio duplamente qualificado e, ainda, furto qualificado. Polícia Civil. Goiás. Brasil (14ª regional - jataí)

91 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page