top of page

Casal é preso suspeito de criar perfis fakes de lojas na internet e aplicar golpes em clientes

Outras cinco pessoas são investigadas por cederem as contas bancárias para que a dupla recebesse o dinheiro do crime. Segundo a polícia, dupla confessou o crime, que acontecia há cerca de um ano.



G1-Goiás

Policiais durante operação que prendeu casal suspeito de aplicar golpes com perfis falsos em Anápolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera



Um casal de 22 anos foi preso na quarta-feira (14) em Anápolis, a 55 km de Goiânia, suspeito de criar perfis falsos de lojas nas redes sociais para aplicar golpes em pessoas mais de dez cidades. Outras cinco pessoas são investigadas são investigadas por cederem as contas bancárias para que a dupla recebesse o dinheiro do crime.


O delegado Luiz Carlos Cruz explicou que eles agiam há cerca de um ano. Ao serem presos, confessaram o crime. “Eles faziam os perfis, anunciavam produtos abaixo do preço de mercado, estreitavam contato por mensagens e pediam um sinal, um adiantamento do pagamento”, explicou.


O produto nunca era entregue e as vítimas ficavam no prejuízo. O delegado disse que já foram achados boletins de ocorrência em diferentes cidades de Goiás e Minas Gerais. A polícia, agora, tenta localizar mais vítimas que tenham caído no golpe.


“Eles trocavam constantemente de número, usavam dados de terceiros para habilitar os chips, tudo na intenção de dificultar o trabalho da polícia”, completou Cruz.


Os perfis que eram falsificados eram de lojas locais, sem grande destaque estadual ou nacional. Eram empresas com foco na venda de roupas, móveis e eletrodomésticos.


“Os dois confessaram o crime. Eles dividiam as tarefas. A mulher criava os perfis falsos, conversava com as vítimas, e o homem era responsável pela logística, arrumar novos números de celular, dados de terceiros e contas bancárias”, disse o delegado.


Os investigados por cederem as contas bancárias recebiam uma porcentagem do valor dos crimes, segundo a polícia.


Durante a operação, além da prisão do casal, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, além de bloqueio de bens.


39 visualizações0 comentário
bottom of page