top of page

Campeão! Fluminense vence LDU em jogo com final dramático e conquista Recopa


Jhon Arias fez os dois gols da partida; Tricolor teve expulsão e pênalti a favor nos minutos finais do jogo


CNN




O Fluminense é campeão da Recopa Sul-Americana! O Tricolor venceu a LDU por 2 a 0 nesta quinta-feira (29) pela partida de volta da competição. No Maracanã, Jhon Arias fez os dois gols que garantiram o título para o Flu.


A LDU venceu o jogo de ida por 1 a 0, então jogava por um empate. Já o Fluminense precisava vencer por dois gols de diferença para levantar a taça. Os gols só saíram no segundo tempo e com emoção. Jhon Arias abriu o placar aos 30 minutos, mas o Tricolor teve pouco tempo para comemorar, porque três minutos depois John Kennedy recebeu vermelho direto por um pisão em Zambrano.


Mesmo com um a menos, o Fluminense continuava criando chances. Aos 41 minutos, Renato Augusto foi derrubado na área por Valverde e o juiz marcou pênalti. Jhon Arias cobrou no ângulo para garantir o título Tricolor.


Segundo troféu continental


O título desta quinta-feira (29) garantiu a segunda taça continental para a equipe de Fernando Diniz. A LDU, com o revés, parou em quatro conquistas. Depois de vencer duas vezes o Flu no Maior do Mundo, o fantasma foi jogado para longe.


Tricolor pilhado


Com a falta do resultado, o que se viu foi um Fluminense extremamente pilhado e nervoso. Os jogadores a cada marcação do árbitro reclamavam acintosamente. O técnico Fernando Diniz invadiu o campo ao apito final do primeiro tempo para reclamar dos apenas dois minutos de acréscimos.


As comissões técnicas se estranharam e desceram para o vestiário se ofendendo. Os ânimos estavam muito exaltados ao final da primeira etapa.


O iluminado Jhon Arias


Vendo o time inoperante, Fernando Diniz voltou a alteração e com o nome mais ovacionado pelos tricolores para o segundo tempo: John Kennedy. Herói da Copa Libertadores, o camisa 9 entrou para tentar repetir o feito. Nos primeiros dez minutos, ele já levou perigo.


Porém, quem tirou o grito entalado na garganta tricolor foi Jhon Arias. Um dos principais nomes da conquista da Copa Libertadores, o camisa 21, de cabeça, completou com extrema categoria um cruzamento perfeito de Samuel Xavier. Quando o duelo parecia que se encaminhava para mais uma conquista dos equatorianos, o camisa 21 explodiu o Maracanã.


Quando tudo parecia perdido, após a expulsão de John Kennedy, Renato Augusto sofreu pênalti. E Jhon Arias, não podia ser diferente, chamou a responsabilidade e cobrou com perfeição. A Recopa Sul-Americana é do Fluminense.




9 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page