top of page

Caiado toma posse de forma remota por recomendação médica

“O objetivo é garantir a total recuperação, evitando assim aglomerações e a consequente exposição a agentes infecciosos, como os vírus causadores da Covid-19, e atividades extenuantes".


Mais Goiás

(Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)



Como ocorreu na diplomação, o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) tomará posse de forma remota (virtual), no domingo (1º). A informação foi confirmada por nota pela assessoria do gestor, uma vez que ele deverá permanecer em repouso relativo por 45 dias a partir da data da cirurgia de revascularização do miocárdio, realizada em 8 de dezembro, por recomendação médica.


“O objetivo é garantir a total recuperação, evitando assim aglomerações e a consequente exposição a agentes infecciosos, como os vírus causadores da Covid-19, e atividades extenuantes. Por esse motivo, Caiado tomará posse para o segundo mandato de governador de Goiás de forma virtual, no próximo dia 1º de janeiro”, diz trecho do documento.


O governador tinha previsão de retornar em Goiás na quinta-feira (29), mas o novo boletim não confirma a viagem. Ele está em São Paulo, no apartamento da família. “O governador Ronaldo Caiado permanece no exercício da função de forma remota, mantendo contato permanente com os auxiliares do governo”, finaliza o texto.


Como ocorreu na diplomação, o governador deverá discursar na posse. O evento, que também inclui o vice Daniel Vilela (MDB), será na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), a partir das 17h.


O deputado estadual Bruno Peixoto (União Brasil), que é líder do governo na Alego e favorito a próximo presidente da Casa, discursará pela base. Antônio Gomide pela oposição. A solenidade terá apresentação das tropas da Polícia Militar (PM) na chegada. Em seguida, os presentes vão ao plenário para a cerimônia. A solenidade será comandada pelo presidente da Alego, deputado Lissauer Vieira (PSD), no plenário Iris Rezende.

530 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page