top of page

Brasil depende de duas vitórias para garantir vaga em Paris

Seleção ganha fôlego após bater Cuba e agora encara Irã e Itália para ficar com vaga para Jogos


Globo Esporte

Brasil comemora a vitória do Brasil sobre Cuba no Pré-Olímpico masculino de vôlei — Foto: André Durão


A vitória sobre Cuba deu fôlego. Diante de um rival que estava à frente na classificação, o Brasil se mantém firme na briga por uma vaga direta para os Jogos de Paris. O caminho, porém, ainda não é fácil. A seleção encara Irã e Itália nas rodadas finais e precisa de duas vitórias para se garantir nas Olimpíadas de 2024.


Com a vitória sobre os cubanos, o Brasil chegou a subir momentaneamente para a segunda posição do grupo A do Pré-Olímpico, com quatro vitórias, uma derrota e dez pontos. A Itália, porém, recuperou o segundo posto ao vencer o Irã nesta sexta-feira.


O Brasil volta à quadra neste sábado, contra o Irã. A seleção encara os rivais às 10h. No domingo, encerra o Pré-Olímpico contra a Itália.


- Saímos daqui felizes. Jogamos bem, conseguimos três pontos importantes. Agora, é pensar na semifinal. Amanhã (sábado) é a semifinal de um campeonato que estamos disputando, esse Pré-Olímpico. É uma partida de tudo ou nada. Temos de ter toda a concentração daqui para frente. Vai ser chegar no hotel, alimentar os meninos e começar a estudar o time do Irã. É um time que pode vir modificado, está de técnico novo - disse Renan Dal Zotto, ressaltando a mudança de comando no rival em meio à competição.


Vaga via ranking

Na corrida olímpica do vôlei, a outra via para Paris é pelo ranking. E, aí, o Brasil teria dois cenários em caso de uma possível frustração no Maracanãzinho. Se não conseguir a vaga direta para os Jogos, o melhor caminho seria torcer por uma classificação da Argentina, que está em quarto lugar no grupo C, disputado na China. Ou seja: não é o mais provável.


São cinco vagas disponíveis pelo ranking. A distribuição, porém, prioriza países de continentes ainda sem representantes como primeiro critério. Depois, como segundo critério, os melhores times na lista que ainda não se classificaram. As vagas só serão confirmadas após a Liga das Nações do ano que vem. Se Brasil e Argentina não se classificarem, a disputa por um lugar será direta.

7 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page