top of page

Bombeiros encontram corpos de PMs que se afogaram durante perseguição a foragido em Cristalina

Ainda não há detalhes sobre o paradeiro do fugitivo


Mais Goiás

Corpos dos PMs foram encontrados no fim da noite desta terça (3), em Cristalina (Foto: Bombeiros)


Militares do Corpo de Bombeiros encontraram os corpos de dois policiais militares (PMs) que se afogaram no Rio São Bartolomeu, em Cristalina, durante perseguição a um foragido da Justiça. Os agentes, identificados como cabo W. Silva e soldado Nóbrega, foram encontrados a 15 metros de profundidade. A situação mobilizou 12 bombeiros de Goiás e do Distrito Federal.


Na ocasião, um terceiro PM chegou a afundar em um lamaçal, mas foi resgatado por colegas, que acionaram o socorro. O caso aconteceu no fim da tarde desta terça-feira (3).

Não há informações atualizadas sobre as buscas ao foragido.


Corpos dos PMs que se afogaram estavam em águas turvas e cheias de galhos


Segundo registro dos bombeiros, as condições de busca no rio eram desafiadoras. As águas enlameadas e turvas estavam cheias de galhos submersos.


Esses fatores dificultaram o trabalho dos mergulhadores, que estenderam o trabalho até as 23h40, quando as equipes de resgate localizaram os corpos a cerca de 50 metros da margem, a uma profundidade de 15 metros.


Os policiais em óbito ficaram sob cuidados do Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia.


Perseguição: foragido fugiu de abordagem pelo Rio São Bartolomeu


Duas equipes da corporação estavam em perseguição a um foragido da justiça que, para tentar escapar da abordagem, entrou no Rio São Bartolomeu.


Cinco policiais foram atrás dele, mas três acabaram afundando em um lamaçal, e logo foram cobertos pela água do rio.


Um deles foi salvo, mas os outros dois, que estavam mais à frente, foram arrastados pelas águas. O volume de água teria aumentado repentinamente em decorrência da abertura de uma comporta.



82 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page