top of page

Batalhão Rural será pioneiro no uso de comunicação via satélite

Ronaldo Caiado destaca ações do Batalhão Rural na proteção dos produtores rurais, em solenidade que comemorou os quatro anos da criação dessa unidade da Polícia Militar


Olha Goiás

Foto: Wesley Costa


O Batalhão Rural da Polícia Militar se tornará uma das tropas pioneiras no estado no trabalho com comunicação via satélite, sem necessidade de sinal de internet.


A novidade foi confirmada pelo governador Ronaldo Caiado durante solenidade em comemoração ao aniversário da unidade, nesta quarta-feira (07), na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), em Goiânia.


Outro dispositivo recém-incluído pela atual gestão do Estado para o atendimento de produtores rurais é o aplicativo Apporteira, ferramenta desenvolvida pela Faeg, juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás), o Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag) e Sindicatos Rurais.

Batalhão Rural

A iniciativa, que visa levar serviços em geral, deixa a polícia e propriedades rurais mais próximas para o aumento da segurança. A expectativa do governo é de que até 2026 todas as propriedades goianas estejam cadastradas na plataforma. Atualmente, já são mais de 80 mil inseridas.


“Promovemos algo inédito em Goiás que é o georreferenciamento das propriedades rurais. Pelo aplicativo, as pessoas podem ser acessadas rapidamente. Basta acionar e os policiais terão ação rápida e, ao mesmo tempo, eficiente”, explicou Caiado.


O governador destacou ainda a instalação de um centro de comando de operações, em Goiânia, que dá suporte célere às forças de segurança, em destaque ao Batalhão Rural.


“Não só trouxe tranquilidade no campo, como devolveu a condição do cidadão de, hoje, dormir na sua propriedade, trabalhar e ter de volta algo que não se tinha mais, que era a paz”, completou o governador, homenageado no evento.


Ações do Batalhão Rural desde 2019

  • Recuperação de 19 maquinários agrícolas

  • Prisão de 1.902 pessoas em flagrante

  • Realização de 136.013 visitas comunitárias e solidárias

  • Desarticulação de 52 quadrilhas

  • Apreensão de 1.047 armas e 2,2 toneladas de drogas

  • Cerca de R$ 6,7 milhões em gado roubado, R$ 9,4 milhões em defensivos agrícolas e R$ 14 milhões em bens foram recuperados

Fonte: Secom

7 visualizações0 comentário
bottom of page