top of page

Batalhão Ambiental destrói balsa utilizada em garimpo ilegal no rio Corumbá

Ação policial resultou na apreensão de mercúrio poluente e interrupção das atividades ilícitas


Olha Goiás



O Batalhão Ambiental da Polícia Militar de Goiás executou mais uma operação de combate ao garimpo ilegal no Rio Corumbá, como parte da Operação Ilicitum Aurum. Durante o patrulhamento náutico, as equipes de fiscalização identificaram duas balsas envolvidas na extração de ouro, porém, apenas uma delas estava operando de maneira regular, de acordo com a Agência Nacional de Mineração (ANM).

A primeira balsa, com três ocupantes, foi encontrada em conformidade com as normas e regulamentos de mineração. Após revista e verificação dos documentos, nenhuma irregularidade foi constatada, permitindo que a embarcação continuasse as atividades legais.


Entretanto, a situação tomou um rumo diferente quando as equipes de patrulhamento náutico avistaram a segunda balsa, localizada alguns quilômetros rio acima. Neste caso, dois indivíduos abandonaram a embarcação e fugiram para a mata.


Uma busca na balsa revelou uma série de indícios de atividade ilegal, incluindo uma balança de precisão, anotações relacionadas à quantidade de ouro extraída, ferramentas típicas de garimpo clandestino e uma quantidade significativa de mercúrio, um metal líquido altamente poluente utilizado na purificação do minério.

A fim de coibir a continuação dessas atividades ilegais, as autoridades procederam à apreensão de todo o material ilícito encontrado na embarcação e posteriormente destruíram a balsa.

18 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page