top of page

Base caiadista escolhe Leandro Vilela para ser pré-candidato a prefeito de Aparecida

Três cenários são avaliados por aliados de Vilmarzinho



Mais Goiás

Caiado e Vilmar Mariano (Foto: Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia)



O prefeito de Aparecida de Goiânia, Vilmar Mariano, foi comunicado na tarde desta sexta-feira (21), que não será o candidato da base governista no município e por isso, não poderá concorrer à reeleição. O aviso foi feito diretamente pelo governador Ronaldo Caiado, que preside o União Brasil, partido que Vilmarzinho se filiou há três meses, numa tentativa de reverter o cenário.


Agora, enquanto a base caiadista prepara o lançamento da pré-candidatura do ex-deputado federal Leandro Vilela (MDB), no município, Vilmar avalia os cenários junto ao seu primeiro escalão e aliados. Ele convocou duas reuniões extraordinárias na Cidade Administrativa: uma às 17h30 e outra as 20h30.


Uma das alternativas postas à mesa é lançar, dentro de seu grupo, um nome à Prefeitura de Aparecida. O deputado federal Glaustin da Fokus (Podemos), já declarou que em caso de Vilmar Mariano fora do jogo, pode avaliar lançar sua pré-candidatura. Uma ala minoritária na Cidade Administrativa defende até o apoio da máquina a seu principal opositor: o deputado federal professor Alcides Ribeiro (PL). 


Existe um terceiro caminho, que é avaliar o apoio ao próprio Leandro Vilela na corrida eleitoral. A decisão será tomada após as reuniões com os secretários e partidos da base aliada.


O Mais Goiás apurou que a reunião entre Vilmar Mariano e Caiado foi curta e tensa. O governador sequer quis ver a pesquisa que o prefeito levou. Vilmarzinho havia encomendado uma pesquisa interna junto à Atlas Intel. Nela, ele aparecia quase empatado tecnicamente com Alcides. Ele apostava nesse levantamento para reverter o cenário junto a base caiadista.

15 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page