top of page

Ausência de Gerson aumenta testes no meio de campo do Flamengo

Globo Esporte


A lesão de Gerson, cortado da viagem para o Equador, aumentará o número de testes no meio de campo do Flamengo. Na tentativa de equilibrar o setor defensivamente, Vítor Pereira tentou alternativas nas últimas semanas e terá de mudar a equipe novamente para a disputa da Recopa Sul-Americana, na próxima terça-feira, no Equador, contra o Independiente del Valle.

No último jogo do Estadual, na vitória sobre o Volta Redonda, o treinador reforçou a marcação ao sacar Everton Ribeiro, que entrou no segundo tempo e aumentou o poder de criação. Antes disso, quem atuou mais avançado foi Gerson, em função parecida com a do camisa 7.

O treinador terá nesta segunda-feira, às 18h (horário de Brasília), o último treino antes do jogo de ida, marcado para as 21h30 (de Brasília) da próxima terça. A divulgação da equipe, como de praxe, é guardada até o dia da partida, mas certamente será diferente do último jogo.


Quarteto em xeque


Vítor Pereira quer um Flamengo mais confiável defensivamente. A primeira tentativa foi desfazer o grupo de frente, formado por Everton Ribeiro, Arrascaeta, Gabigol e Pedro. A próxima pode ser manter o quarteto em novo formato, dessa vez com o camisa 7 (que já é mais ativo na marcação) na função de Gerson.

Limitado pelas lesões no elenco, o treinador também pode recorrer a um meio de campo mais marcador, com Erick Pulgar de primeiro volante e Vidal como meia adiantado. Isso enquanto a diretoria também busca solução no mercado para a saída de João Gomes, negociado com o Wolverhampton.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page