top of page

Atlético-MG fica perto da vaga ao vencer desafios com assinatura de dupla decisiva

Em jogo com cara de Libertadores, com campo ruim e pressão da torcida rival, Galo vence e respira


GE

Alianza Lima x Atlético-MG — Foto: Pedro Souza / Atlético-MG


O Atlético-MG venceu o Alianza Lima no Peru, por 1 a 0, em um jogo em que superou adversidades para somar três pontos preciosos no Grupo G da Libertadores. Encarou campo ruim, pressão da torcida e um adversário que precisava pontuar para seguir vivo. Passou por cima de todos os problemas e encaminhou a classificação às oitavas de final.


O técnico Eduardo Coudet surpreendeu na escalação ao colocar Bruno Fuchs improvisado na direita no lugar de Saravia. De resto, manteve a formação titular. O principal obstáculo? O gramado do estádio Alejandro Villanueva.


Após um começo terrível com nenhum ponto somado nas duas primeiras rodadas, diante de Libertad e Athletico-PR, uma classificação parecia distante. Agora, faltando apenas uma rodada, o Galo de Coudet respira um pouco aliviado, mesmo com o técnico afirmando que não tem dia tranquilo no Atlético. "Tranquilidade não tem nunca", disse o treinador após a partida.


Mas os 100 torcedores atleticanos presentes ao estádio Alejandro Villanueva e toda a massa espalhada pelo Brasil respiram um pouco mais aliviados após a vitória. O Atlético-MG chegou a nove pontos, é segundo colocado do grupo, e pode até perder por um gol de diferença na última rodada, diante do Libertad, que se classifica às oitavas da Libertadores.



2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page