top of page

Aplicativo ‘Mulher Segura’ é lançado com o objetivo de ajudar mulheres vítimas de violência

Em Goiás, quase 60 mulheres morreram vítimas de feminicídio no ano de 2022, segundo a SSP-GO. Aplicativo atende todos os 246 municípios e já está disponível para download gratuito.


G1-Goiás

Aplicativo ‘Mulher Segura’ é lançado com o objetivo de ajudar mulheres vítimas de violência doméstica, em Goiás — Foto: Larissa Feitosa/G1 Goiás



A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) lançou, nesta terça-feira (16), o aplicativo “Mulher Segura”, cujo objetivo é ajudar vítimas de violência doméstica a denunciarem os agressores com maior facilidade. Em Goiás, quase 60 mulheres morreram vítimas de feminicídio no ano de 2022, segundo dados da pasta.


O aplicativo foi desenvolvido pela Superintendência Integrada de Tecnologia em Segurança Pública (SITSP), com recursos estaduais. A ferramenta atende todos os 246 municípios e já está disponível para download gratuito nos sistemas Android e IOs.


Após fazer o download, a mulher deve realizar um cadastro, informando seus dados pessoais, e em seguida, ler e aceitar um termo de ciência. Dentro do programa, ela terá quatro funcionalidades principais: iniciar um atendimento; visualizar batalhões da Polícia Militar (PM) próximos; visualizar delegacias próximas; e abrir um boletim de ocorrência virtual.


“Qualquer mulher em situação de risco pode utilizar o aplicativo, não é necessário já ter uma medida protetiva aberta. O primeiro botão, de iniciar atendimento, permite que a mulher interaja diretamente com o policial de forma diferente, porque antes ela só interagia por voz.


Agora, a gente possibilita áudio, foto e texto. Ela pode gravar o agressor, mandar mensagem de forma discreta”, explica o superintendente de tecnologia e segurança pública, coronel Sebastião Nolasco Ribeiro.


Outra funcionalidade do aplicativo é o sistema de georreferenciamento para localização precisa da PM no momento em que a mulher pede por ajuda. Além de também permitir que a vítima acompanhe o trajeto da viatura até onde ela está. Ao final do uso, ela poderá avaliar o atendimento.


A primeira-dama Gracinha Caiado, presente no lançamento do programa, disse que o aplicativo representa um marco do estado de Goiás no combate à violência contra a mulher.


“Agora a vítima passa a contar com uma ferramenta para realizar denúncias de forma rápida, eficaz e segura, com poucos cliques”, afirmou. “Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher. Aqui, a gente mete a algema”, completou ao citar a frase já dita pelo marido e governador Ronaldo Caiado.



9 visualizações0 comentário
bottom of page