top of page

Após saída, Ramiro move ação milionária contra o Corinthians

Jogador cobra na Justiça mais de R$ 6 milhões por falta de pagamentos nos direitos de imagem



Globo Esporte

Ramiro em ação pelo Corinthians — Foto: Marcello Zambrana/AGIF


Um mês depois de não ter o seu contrato renovado com o Corinthians, o meio-campista Ramiro entrou com uma ação na Justiça e cobra R$ 6,3 milhões pelo não pagamento de direitos de imagem.


A informação, publicada pelo "Meu Timão", foi confirmada pelo ge.

De acordo com a ação movida pelo jogador, o Corinthians se comprometeu no ato de sua contratação a pagar o valor der R$ 2 milhões em quatro parcelas de R$ 500 mil, que seriam pagas no último dia de março de 2019, 2020, 2021 e 2022.

Outro valor que o clube se comprometeu a pagar ao jogador foi o montante de 500 mil euros, em parcela única, no último dia de agosto de 2020. Na época, o valor equivalia a R$ 3,2 milhões.


Segundo os advogados do jogador, o Corinthians nunca arcou com nenhum dos valores. Até o dia 31 de dezembro, quando o vínculo se encerrou, Ramiro buscou um acordo amigável com o clube, mas não teve sucesso. Assim, o atual jogador do Cruzeiro optou por buscar a Justiça.


Os valores, corrigidos pela inflação, chegam a R$ 6,3 milhões. O montante ainda deve aumentar, já que há a inclusão de juros moratórios de 1% ao mês a partir da citação, além de outras correções e pagamentos de honorários advocatícios de 5% do valor da dívida.


Procurado, o Corinthians diz que não comenta processos judiciais em andamento.


Ramiro foi contratado em dezembro de 2018 pelo Corinthians, vindo do Grêmio. Em 2019, foi campeão paulista. Depois, ficou por um ano emprestado ao Al Wasl, dos Emirados Árabes, retornando ao Timão em junho de 2022. Nos meses finais, fez 14 jogos. Pelo clube, foram 120 jogos e seis gols.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page