top of page

Aneel projeta aumento superior a inflação na conta de luz dos brasileiros

Estimativa da Agência Nacional de Energia Elétrica indica que reajuste médio superará a inflação prevista para o ano, influenciado por investimentos e aumento de subsídios no setor




Olha Goiás




A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) divulgou, nesta terça-feira (23), uma projeção preocupante para os consumidores brasileiros: a conta de luz deverá registrar um aumento médio de 5,6% em 2024. Essa estimativa supera a inflação prevista para o ano, que está calculada em 3,87%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), conforme indicado no Relatório Focus.


No último ano, a ANEEL previa um reajuste de 6,8%, mas a elevação acabou sendo de 5,9%, evidenciando a complexidade do cenário energético. Os especialistas apontam dois fatores principais que contribuem para essa previsão de aumento acima da inflação.


O primeiro fator é a expansão da rede básica de energia, com leilões de linhas de transmissão programados para 2023 e 2024, totalizando R$ 60 bilhões em novos investimentos. Esses aportes são remunerados por meio da tarifa, impactando diretamente os consumidores.


O segundo motivo é o aumento significativo dos subsídios no setor elétrico. A Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que engloba as subvenções nas tarifas de energia e é rateada entre os consumidores em todo o país, deve atingir a marca recorde de R$ 37,2 bilhões em 2024, superando os R$ 34 bilhões registrados no ano anterior. Desde 2010, a CDE apresentou um crescimento expressivo de 269%, refletindo a complexidade e os desafios enfrentados pelo setor elétrico brasileiro.

15 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page