top of page

Ancelotti concorda com Mourinho: “Só um louco deixaria o Real Madrid”

José Mourinho, técnico da Roma, disse há uma semana que “só um louco deixaria o Real Madrid”


Metrópoles



José Mourinho, técnico da Roma, disse há uma semana, em entrevista à rádio italiana RAI, que “só um louco deixaria o Real Madrid“, ao expor sua opinião sobre a possível saída de Carlo Ancelotti do time merengue para comandar a seleção brasileira.


Tal afirmação foi reiterada pelo próprio Ancelotti ao canal Dsports, antes do duelo desta quarta-feira, contra o Napoli, pela penúltima rodada da fase de grupos da Champions League.


“É a opinião dele, mas estou bastante de acordo com isto”, afirmou o treinador italiano. “Me encontro muito bem no Real Madrid e veremos o que acontece no futuro. Não tenho nenhuma pressa, estou muito contente, muito focado nas partidas que temos que jogar, e vou tentar fazer o melhor”, completou, mais uma vez esquivando-se do assunto.


Ancelotti também falou sobre sua admiração por Mourinho, que disse recentemente ser um “ancelottista”. “Sim, e eu ‘mourinhista’. Temos uma boa relação. Sou ‘mourinhista’ e romanista, pois nasci na capital Roma e tenho lembranças fantásticas do período que passei na Roma”, disse o técnico, que atuou no time romanista entre 1979 a 1987, quando era volante.


O treinador do Real Madrid já foi questionado em diversas oportunidades sobre o Brasil e nunca confirmou qualquer tipo de contato com a CBF, contradizendo o presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, que já disse ter tudo acertado com o técnico.


Em julho, após a coletiva de apresentação de Fernando Diniz como interino, Ednaldo foi cercado por jornalistas e, ainda que tenha sido evasivo, disse com todas as letras que “ele (Carlo Ancelotti) vai estar, pode ter certeza”. Diniz, que vem comandado a seleção em paralelo ao Fluminense, tem contrato até julho de 2024.


Em reportagem publicada no mês passado, o jornal espanhol “Marca” deu detalhes sobre o clima interno do Real Madrid diante da investida da CBF. De acordo com texto, embora tenha um acordo verbal, Ancelotti ainda não teria tomado uma decisão e, por isso, tanto o presidente Florentino Pérez quanto o CEO José Angel Sanchez estão tranquilos diante do interesse brasileiro. De qualquer forma, nomes de possíveis substitutos já estão sendo sondados, como o do ex-meio-campista Xabi Alonso, técnico do Bayer Leverkusen.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page