top of page

Agrodefesa e órgãos parceiros apreendem seis toneladas de carne imprópria em Goiânia

Depósito clandestino é flagrado sem registro e com produtos em condições precárias


Olha Goiás



Nesta quinta-feira (14), uma operação conjunta entre a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), a Vigilância Municipal de Goiânia e a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor do Estado de Goiás (Decon) resultou na apreensão de seis toneladas de carne imprópria para consumo em um depósito clandestino, localizado no setor Balneário Meia Ponte, na capital goiana.


Durante a fiscalização, as equipes constataram que o estabelecimento, que funcionava em uma residência, não possuía qualquer registro nos órgãos competentes, tampouco apresentou notas fiscais que comprovem a origem dos produtos.


Além disso, as carnes estavam armazenadas em câmaras frias desligadas, com estruturas danificadas e emitindo odor desagradável.


Com apenas um funcionário presente no momento da ação, os produtos impróprios foram confiscados e encaminhados ao aterro sanitário de Goiânia. O proprietário do depósito foi notificado e multado em R$ 11 mil por infrações sanitárias. Adicionalmente, a Vigilância Municipal autuou o local devido ao risco de proliferação de doenças como a dengue.


Janilson Júnior, gerente de Fiscalização Agropecuária da Agrodefesa, ressalta que a operação foi desencadeada a partir de uma denúncia recebida pela Agência e destaca a importância das fiscalizações para garantir a qualidade dos alimentos comercializados.


Ele enfatiza a necessidade de conscientização da sociedade para reportar atividades irregulares aos órgãos competentes, a fim de preservar a saúde pública e a integridade da cadeia produtiva.

14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page