top of page

Agressivo no mercado, Corinthians ultrapassa R$ 115 milhões em contratações e quer mais

Timão aposta em negociações parceladas e conta com dinheiro da venda de Moscardo



GE

Augusto Melo toma posse como presidente do Corinthians em 2 de janeiro — Foto: José Manoel Idalgo/Corinthians



Antes mesmo de tomar posse como presidente do Corinthians - o que acontecerá em 2 de janeiro - Augusto Melo já cumpre a promessa de ter uma postura agressiva no mercado da bola. O Timão ultrapassa a marca de R$ 115 milhões em contratações de jogadores nesta janela de transferências. E quer mais.


O maior investimento do clube até o momento foi para adquirir o zagueiro Lucas Veríssimo, que estava emprestado pelo Benfica, de Portugal, até junho de 2024. O Corinthians concordou em pagar 8 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) pelo defensor.


O caso de Veríssimo simboliza a estratégia adotada pela diretoria alvinegra na busca por reforços: esticar prazos de pagamentos. O Timão vai pagar o Benfica em três prestações, em outubro de 2024, 2025 e 2026.


As outras operações fechadas nesta janela também serão parceladas.


Confira abaixo os investimentos feitos pelo Corinthians nesta janela:


  • Lucas Veríssimo - 8 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões);

  • Félix Torres - 5,5 milhões dólares mais bônus por metas (R$ 26,6 milhões);

  • Raniele - 2,5 milhões de euros (R$ 13,4 milhões);

  • Maycon - 500 mil euros (R$ 2,7 milhões);

  • Rodrigo Garro - entre 6 e 7 milhões de dólares (em torno de R$ 32 milhões e R$ 37 milhões).


O Corinthians ainda tem acordo com três atletas que estavam em fim de contrato e não demandaram compra de direitos econômicos, apenas pagamento de luvas: o zagueiro Adriano Martins e os laterais-esquerdos Hugo e Diego Palácios.

19 visualizações0 comentário
bottom of page