top of page

Acusados de matar cartorário de Rubiataba vão a júri popular nesta segunda-feira (29)

Luiz Fernando Alves Chaves, segundo familiares, foi sequestrado em sua residência no início da noite de 28 de dezembro de 2021.



Mais Goiás

Cartorário Luiz Fernando Chaves e as irmãs suspeitas de envolvimento com a morte dele (Foto: Reprodução)



Quatro acusados de matar o cartorário de Rubiataba conhecido como Luiz Fernando Alves Chaves passam por júri popular nesta segunda-feira (29), no Fórum de Rubiataba. O crime aconteceu entre os dias 28 e 29 de dezembro de 2021, quando o corpo da vítima foi encontrado no município situado a 203 quilômetros de Goiânia.


Está em julgamento a comerciante Ana Claudia da Silva Rosa, amante de Alyssa Martins de Carvalho, com quem teria planejado o assassinato do cartorário de Rubiataba. Além de André Luiz Silva, apontado como a pessoa que recrutou os executores do crime: Edvan Batista Pereira dos Santos, que atirou 17 vezes contra a vítima.


Além disso, também é julgado Laurindo Lucas Gouveia dos Santos, que disse à polícia que se envolveu no crime após ser chamado por Edvan para levá-lo até Rubiataba. Ele alega que ficou sabendo que participaria do roubo e do assassinato somente durante o trajeto.


Mandante aguarda júri popular


Segundo as investigações, Alyssa Martins de Carvalho, então esposa de Luiz Fernando, seria a mandante do crime. Ela teria arquitetado o crime junto com a irmã Aleyna Martins de Carvalho, de olho na herança. Ambas ainda aguardam por julgamento.


Cartorário de Rubiataba foi sequestrado em casa


Luiz Fernando Alves Chaves, segundo familiares, foi sequestrado em sua residência no início da noite de 28 de dezembro de 2021. O corpo dele foi encontrado horas depois, com várias perfurações provenientes de arma de fogo, em um canavial situado na zona rural do município.


A caminhonete de Luiz, modelo Hilux, foi encontrada a 47 quilômetros de Rubiataba, na entrada da cidade de Uruana. Câmeras de segurança de um comércio registraram o momento em que o veículo era seguido por uma equipe da Polícia Militar, que prendeu dois suspeitos de terem praticado o crime.

24 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page