top of page

Acusados de esquartejar e esconder corpo de jovem na casa de idosa são condenados em Rio Verde

Vítima e acusados eram comparsas na prática de furtos no município. Lucas Wilamys foi morto a pauladas.


G1-Goiás

Corpo encontrado esquartejado e enterrado na casa de idosa é de jovem que estava desaparecido, em Rio Verde — Foto: Polícia Civil/Divulgação


Os acusados de esquartejar e enterrar o jovem Lucas Wilamys da Silva, que estava desaparecido, foram condenados, em Rio Verde, no sudoeste do estado. Segundo a Polícia Civil, vítima e acusados eram comparsas na prática de furtos no município.


As defesas de Ismael Pereira e Paulo Césas Teles, informaram que estudam a possibilidade de recorrem da decisão.


O júri popular que condenou os acusados aconteceu na última segunda-feira (17). Se somadas, as sentenças das condenações chegam a mais de 38 anos de prisão.


Ismael Pereira de Jesus e Rafael Elias Oliveira Dutra foram condenados a 9 anos e 6 meses de prisão. Paulo César da Silva Teles recebeu a maior condenação pelo júri popular, com pena de 19 anos e 3 meses de reclusão. Já o quarto acusado, Marciano Franco da Silva, foi absolvido.


O crime aconteceu em dezembro de 2022. Segundo a investigação, os envolvidos estavam em um quintal discutindo sobre a divisão de itens furtados. Durante o desentendimento, os condenados amarram e amordaçaram a vítima, que foi morta a pauladas.


Entenda o caso

A Polícia Civil identificou o corpo encontrado esquartejado e enterrado no quintal da casa de uma idosa, em Rio Verde, em dezembro de 2022. Na época, segundo a corporação, Lucas Wilamys da Silva, de 23 anos, estava desaparecido há mais de um mês.


Uma denúncia anônima levou os agentes ao local do crime. O delegado Adelson Candeo disse que o cadáver estava com a boca amordaçada e foi esquartejado para ser enterrado.

157 visualizações0 comentário
bottom of page