top of page

À espera de propostas, Fluminense cogita manter André e vendê-lo apenas no meio de 2024

Apesar do interesse, clubes europeus não formalizaram o desejo de contar com o volante depois do fim da Libertadores; janela de junho e julho costuma ser de valores maiores por representar início da temporada




GE

André durante treino do Fluminense na Arábia Saudita — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense



Enquanto as propostas oficiais para André não chegam, o Fluminense aguarda e cogita manter o jogador por mais tempo: a venda ocorreria apenas no meio de 2024. Por mais que o volante de 22 anos desperte interesse de clubes europeus, eles ainda não formalizaram proposta que a direção tricolor considere adequada.


A expectativa tricolor é que André seja a maior venda da história do clube. Para isso, considera que uma boa proposta seja a partir de 35 milhões de euros (R$ 189 mi na cotação atual). Mas essa proposta não chegou até o momento.


E o clube começa a considerar que os europeus talvez não topem desembolsar essa quantia no meio da temporada por lá. Vale lembrar que tudo pode mudar ao longo do Mundial de Clubes ou após o desempenho da equipe na competição.


Outra possibilidade é a concretização de alguma negociação ainda nesta janela, mas com ida do volante no meio do ano, já que os europeus estão no meio da temporada.


Diferentemente do calendário brasileiro, a temporada europeia tem a principal janela no meio do ano, que é quando começam as competições. Por lá, a janela de inverno fica aberta em janeiro. Enquanto a de verão dura os meses de julho e agosto.


Com a perspectiva da conquista da Conmebol Libertadores na atual temporada e um dos pilares do time de Fernando Diniz - além de condicionante para o técnico renovar o contrato - André e o Fluminense concordaram que o clube não negociaria o jogador em 2023. A exceção seria se algum clube pagasse a multa rescisória do atleta, o que não aconteceu.


Em agosto de 2023, o Liverpool sinalizou com uma proposta ao Fluminense de 30 milhões de euros que balançou o volante, mas não o fez mudar a palavra dada ao clube. Em entrevista ao perfil oficial da Conmebol nas redes sociais antes da final contra o Boca Juniors, o camisa 7 tricolor deu detalhes da recusa.


- Era uma proposta irrecusável pelo clube e pela grande liga. Acho que todo jogador um dia sonha estar jogando um grande clube na Europa, numa grande liga. Mas eu resolvi manter minha palavra porque, quando fechou a janela de janeiro, o Diniz chegou e falou comigo que me queria aqui até o final do ano. A gente não sabia que ia chegar uma proposta desse valor. Eu falei para ele que, independente do que acontecesse, ia estar até o final da temporada. Acabou que foi passando e, chegando no meio do ano, a gente ainda estava nas oitavas da Libertadores. Foi uma decisão muito difícil de ser tomada.


Além do Liverpool, outro clube inglês já demonstrou interesse em André, mas ainda não oficializou. Trata-se do Fulham, time de médio porte da Inglaterra, que enviou representantes ao Maracanã para observar o volante na final da Conmebol Libertadores, assim como o Liverpool.


Com o foco no Mundial de Clubes, ao mesmo tempo em que não trata negociações como prioridade, o Fluminense também não deixa o planejamento para 2024 esperando. Tanto que já anunciou a contratação do zagueiro Antônio Carlos e encaminhou a do meia Renato Augusto.

3 visualizações0 comentário
bottom of page