Mon, 17 de Jun de 2019

Marconi Perillo passa 1ª noite preso na sede da Polícia Federal, em Goiânia

Segundo defesa, ex-governador dorme em ?sala?, e não em ?cela?, em virtude do cargo que ocupou em 4 anos. Tucano é suspeito de receber R$ 12 milhões em propina pela Odebrecht.

11/10/2018 09h01
G1-Goiás

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), preso preventivamente enquanto prestava depoimento no âmbito da Operação Cash Delivery, que apura pagamento de R$ 12 milhões de propina pela Odebrecht para campanhas políticas, passou a primeira noite na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Goiânia. Segundo o advogado dele, Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay, Perillo dormiu em “sala”, e não em “cela”.

No depoimento de Marconi à polícia, obtido pela TV Anhanguera, ele respondeu a 51 perguntas, disse que todas as doações às campanhas políticas das quais participou foram legais. Também afirmou que não tinha nenhum tipo de relação com executivos da Odebrecht. A defesa afirma que pediu o cancelamento da audiência de custódia, por conta da falta de perspectiva de que a Justiça concedesse liberdade ao ex-governador durante a sessão.

“Evidentemente, o juiz que tivesse dado a prisão preventiva, do meu ponto de vista ilegal, desfundamentada e injusta, ele não ia soltar o Marconi na audiência de custódia, então nós fizemos isso para preservar a imagem dele. Evidentemente ele concordou com isto, a delegada concordou, nós fizemos um pedido, o juiz deferiu”.


Marconi Perillo (PSDB) foi preso nesta quarta-feira (10) enquanto prestava depoimento à Polícia Federal, em Goiânia. O ex-governador tinha depoimento marcado para as 15h, mas teria chegado duas horas mais cedo e entrado pelos fundos para evitar os jornalistas.

Segundo a defesa de Perillo, ele "recebeu o decreto de prisão quando estava iniciando o seu depoimento [...] e optou por manter o depoimento por ser o principal interessado no esclarecimento dos fatos".

A defesa pediu, ainda na quarta-feira, o habeas corpus do político no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), mas o processo que tramita em segredo de Justiça. O advogado do tucano disse que "não há absolutamente nenhum fato novo que justifique o decreto do ex-governador Marconi Perillo" .

A versão impressa do Jornal Verde Vale é veiculada às sextas-feiras. Para quem não conseguiu garantir a leitura no fim de semana ou deseja indicar o conteúdo a outras pessoas, é disponibilizada a versão on-line, sempre na terça-feira seguinte a publicação.

Anterior Proximo
Mais Acessadas da Semana
Mais Acessadas
Enquete
Ver Resultado
áudios
Jornal do Meio Dia - 14.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 14.06.2019
Feijoada do Lar Bom Pastor será realizada neste domingo em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 13.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 13.06.2019
Caminhada de combate à violência ao idoso será realizada amanhã em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 12.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 12.06.2019
Lançamento do livro ?Enquanto a Cidade Dorme, o Poeta Vive? será realizado amanhã no Ipê Shopping
Jornal do Meio Dia - 11.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 10.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 10.06.2019
Inscrições para casamento comunitário estão abertas em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 07.06.2019
3º Encontro de Carros Antigos será realizado a partir de amanhã em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 07.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 06.06.2019
Rotaract realiza bazar neste sábado
Jornal do Meio Dia - 05.06.2019
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 05.06.2019
Casa de Apoio à Criança recebeu parte do contrapiso neste fim de semana
Jornal do Meio Dia - 05.06.2019
CDL de Mineiros realiza Assembleia Geral Extraordinária e lança campanha do Dia do Cliente amanhã
Anterior Proximo