Dom, 21 de Out de 2018

Preso em Goiás, piloto que fazia vôos para o PCC diz que tem medo de morrer

Detido com documentos falsos em Caldas Novas, Felipe Morais afirmou que não sabia que chefes da facção levados por ele para uma aldeia indígena seriam executados

15/05/2018 08h28
Mais Goiás

Peça chave na investigação que apura a execução de dois líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que domina os presídios paulistas, o piloto comercial Felipe Ramos Morais, de 31 anos, foi preso por agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) com documentos falsos em um condomínio de alto luxo em Caldas Novas, na região Sul de Goiás. Na delegacia, ele contou que tem medo de morrer e disse que não sabia que os chefes da facção levados por ele de helicóptero para uma aldeia indígena seriam executados.

Felipe Morais, segundo a polícia do Ceará, foi o piloto que levou, no último dia 15 de fevereiro, Rogério Jeremias de Simone, mais conhecido como “Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o “Paca”, até uma reserva indígena em uma praia perto de Fortaleza. Listados entre os cinco principais líderes do PCC, Rogério e Fabiano foram torturados e executados a tiros, e tiveram os corpos encontrados somente no dia seguinte por indígenas que moram na região.

O crime, de acordo com as investigações, teria sido executado por Vagner Ferreira da Silva, de 32 anos, o “Vaguinho”, que estaria com os eles e mais dois comparsas no helicóptero. Uma semana após o duplo assassinato, Vaguinho também foi morto com tiros de fuzil na porta de um hotel de luxo, em São Paulo. Desde então, Felipe Morais estava foragido.

Apresentado à imprensa no final da tarde desta segunda-feira (14), o piloto disse que começou a pilotar para Vaguinho em 2016, mas que, no final do ano passado, quando descobriu que ele era traficante, tentou deixar o serviço, mas foi ameaçado e torturado. “Eu tenho uma empresa que faz vôos comerciais, sou dono de quatro helicópteros, quando o Vaguinho me contratou disse que era só para levar a família e amigos para viagens de passeio, mas no final do ano passado eu descobri quem ele era e pedi as contas, mas ele falou que eu só poderia deixá-lo quando apresentasse outro piloto de confiança para a quadrilha”, relatou Felipe.

O piloto contou que ele tentou cobrar os atrasos de pagamento em janeiro desse ano, mas ele acabou sendo torturado.”Ele então me pegou no Guarujá, e junto com outros comparsas me torturou durante toda uma madrugada. Eu apanhei com canos de borracha até desmaiar, e quando acordei fui ameaçado de morte caso deixasse de voar com eles, ou contasse isso para alguém”, relatou, mostrando algumas cicatrizes nos braços.

No dia 15 de fevereiro, ainda segundo Felipe, Vaguinho teria solicitado para que fosse levado junto com mais cinco homens de Fortaleza para uma reunião da cúpula da facção em São Paulo. Mas, assim que levantaram vôo, pediu para que o piloto pousasse na aldeia indígena para buscar galões de combustível. “Todos desceram, menos eu, de repente parte deles foram na mata, pegaram algumas armas e dispararam várias vezes contra o Gegê e o Paca, eu só escutei muitos disparos, mas não vi nada. Em seguida o Vaguinho e os outros dois voltaram correndo e me obrigaram a seguir até onde o combustível suportasse, ocasião em que desci em Recife, eles então entraram em um táxi, e sumiram”, contou.

O piloto disse ainda que Vaguinho lhe devia pelo menos R$ 100 mil, e que tem muito medo de morrer. “Eu já pedi para os policiais para que possa ficar por aqui, pois até atrás de meus advogados os integrantes do PCC foram para tentar descobrir onde eu estava morando”, concluiu.

A versão impressa do Jornal Verde Vale é veiculada às sextas-feiras. Para quem não conseguiu garantir a leitura no fim de semana ou deseja indicar o conteúdo a outras pessoas, é disponibilizada a versão on-line, sempre na terça-feira seguinte a publicação.

Anterior Proximo
Enquete
Ver Resultado
áudios
Jornal do Meio Dia - 20.10.2018
Intercâmbio Cultural de Capoeira acontece neste domingo no Centro Esportivo em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 20.10.2018
1º Desafio Health Club acontece nesse domingo
Jornal do Meio Dia - 20.10.2018
7ª CIPM lança Campanha Mãozinha Solidária da Polícia Militar Mirim
Programete - 19.10.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 19.10.2018
A Secretária de Saúde de Alto Araguaia realiza ações da campanha Outubro Rosa
Jornal do Meio Dia - 19.10.2018
Terceiro encontro da Identificação Geográfica do Queijo Cabacinha foi realizado em Alto Araguaia
Jornal do Meio Dia - 19.10.2018
Ação da campanha Outubro Rosa será realizada amanhã em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 19.10.2018
Pastoral da Moradia constrói casa de Nº 194 esse fim de semana no Setor São Pedro
Programete - 18.10.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 18.10.2018
Circuito Agro do Banco do Brasil passa por Mineiros hoje
Jornal do Meio Dia - 18.10.2018
Espetáculo teatral ?Qual vai ser?? chega a Mineiros nesta sexta-feira
Jornal do Meio Dia - 18.10.2018
7ª CIPM LANÇA PROGRAMA ACORDA MARIA
Programete - 17.10.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 17.10.2018
AVCC de Mineiros adia sorteio da campanha Doe e Ganhe para o dia 16 de dezembro
Jornal do Meio Dia - 17.10.2018
Unifimes promove Mostra de Música 2018 nesta quinta e sexta-feira
Jornal do Meio Dia - 17.10.2018
Inscrições para processo seletivo do Itego terminam hoje
Programete - 15.10.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 15.10.2018
Prefeitura institui nota fiscal eletrônica avulsa
Programete - 12.10.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 12.10.2018
Campanha para conseguir prótese esportiva para atleta araguaiense arrecada R$ 4 mil
Anterior Proximo