Dom, 27 de Mai de 2018

Pesquisadores devem levar pelo menos cinco anos para concluir vacina contra o Zika

Pesquisadores ainda devem demorar pelo menos cinco anos até disponibilizar uma vacina contra o Zika, vírus já disseminado em todos os estados brasileiros e em cerca de 40 países e territórios.

08/05/2016 19h08
Veja

A previsão é o vice-diretor do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, José Cerbino Neto. "Isso envolve o desenvolvimento de adjuvantes, de estratégias vacinais, de modelos experimentais para persistência e resistência da infecção. Além disso, o produto tem que estar em condição de testagem humana, e isso leva tempo, e também leva tempo os estudos de fase um, dois e três", disse Cerbino Neto, em audiência pública na Câmara dos Deputados na quinta-feira (5).

Para o desenvolvimento de um imunizante, são necessárias várias etapas, que vão desde a decisão de que tipo de tecnologia será usada até a comparação entre grupos que foram imunizados e que não foram. A primeira vacina contra a dengue, por exemplo, desenvolvida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, levou 20 anos para ser concluída. Mas os especialistas ressaltam que, enquanto a dengue tem quatro subtipos, o zika só tem um, o que facilitaria. "Temos um horizonte de pelo menos cinco anos, antes disso, acho que a gente não tem como ter uma resposta mais concreta sobre a eficácia dessa vacina".

Na audiência, Cerbino Neto ressaltou que o vírus Zika se espalhou mais rapidamente do que a dengue e a chikungunya, vírus transmitidos pelo mesmo vetor, o Aedes aegypti. "A gente tem relatos da identificação do vírus em outros fluidos corporais, mas não temos como afirmar que há transmissão por essas outras vias nem qual o risco dessas transmissões", relatou o especialista.

Também em audiência na Câmara dos Deputados nesta semana, a pesquisadora Adriana Melo, presidente do Instituto de Pesquisa Prof. Joaquim Amorim Neto (Ipesq), sediado em Campina Grande, Paraíba, disse que o vírus pode ser encontrado na saliva, mas não se sabe se é possível passar a doença para outra pessoa por esse meio. "Estamos coletando saliva no instituto para enviarmos para a UFRJ [Universidade Federal do Rio de Janeiro] para que seja analisada a possibilidade de esse fluido transmitir a doença", disse a pesquisadora. A transmissão sexual já foi relatada em artigos científicos, mas ainda é objeto de estudos dos pesquisadores.

Outro alvo de pesquisa, segundo Cerbino Neto, é a proporção de infecções assintomáticas pelo vírus. Apesar de o Ministério da Saúde, desde o começo da epidemia, dizer que 80% das infecções são assintomáticas, o vice-diretor disse que ainda não se pode fazer esta afirmação com convicção. "A gente não tem uma sorologia confiável, que permita fazer o critério sorológico e saber quantas pessoas se infectaram sem que tenham desenvolvido os sintomas". A sorologia é um exame que permite saber se uma pessoa foi infectada por um vírus, mesmo depois de os sintomas desaparecerem.

Transmitido por um mosquito já bem conhecido dos brasileiros, o Aedes aegypti, o vírus Zika começou a circular no Brasil em 2014, mas teve os primeiros registros feitos pelo Ministério da Saúde em maio de 2015. O que se sabia sobre a doença, até o segundo semestre do ano passado, era que sua evolução costuma ser benigna e que os sintomas, geralmente erupção cutânea, fadiga, dores nas articulações e conjuntivite, além de febre baixa, eram mais leves do que os da dengue e da febre chikungunya, também transmitidas pelo mesmo mosquito.

Porém, em outubro de 2015, exame feito pela médica especialista em medicina fetal, Adriana Melo, descobriu a presença do vírus no líquido amniótico de um bebê com microcefalia. Em 28 de novembro, o Ministério da Saúde confirmou que, quando gestantes são infectadas pelo vírus, podem gerar crianças com microcefalia, uma malformação irreversível do cérebro que pode vir associada a danos mentais, visuais e auditivos. Pesquisadores confirmaram que a Síndrome de Guillain-Barré também pode ser ocasionada pelo Zika.

De acordo com o primeiro boletim da doença divulgado pelo Ministério da Saúde, em fevereiro e março deste ano foram notificados 91.387 casos prováveis de infecção por zika no país. A chegada do vírus ao Brasil elevou o número de nascimentos de crianças com microcefalia de 147, em 2014, para pelo menos 1.271 casos de outubro do ano passado a 30 de abril deste ano.
Da Agência Brasil

A versão impressa do Jornal Verde Vale é veiculada às sextas-feiras. Para quem não conseguiu garantir a leitura no fim de semana ou deseja indicar o conteúdo a outras pessoas, é disponibilizada a versão on-line, sempre na terça-feira seguinte a publicação.

Anterior Proximo
Enquete
Ver Resultado
áudios
Jornal do Meio Dia - 25.05.2018
Projeto Goiás Mais Seguro é tema de palestra na Câmara de Dirigentes Lojistas
Programete - 25.05.2018
Alexandre Garcia
Programete - 24.05.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 24.05.2018
Polícia civil de Mineiros prende coautor de latrocínio do mercadão da economia
Jornal do Meio Dia - 24.05.2018
Operação integrada das polícias prende traficantes e apreender armas em Mineiros
Programete - 23.05.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 23.05.2018
Comandante do Corpo de Bombeiros de Mineiros alerta para os perigos da estiagem
Jornal do Meio Dia - 23.05.2018
Mineiros já vacinou 63% do seu rebanho contra febre aftosa
Jornal do Meio Dia - 23.05.2018
Campo Saúde da FAEG acontece amanhã (24) em Portelândia
Programete - 22.05.2018
Alexandre Garcia
Programete - 21.05.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 18.05.2018
Presidente do sistema Faeg/Senar José Mário Schreiner fala sobre Programa Campo SZa´deu
Programete - 18.05.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 18.05.2018
Colégio estadual de Mineiros arrecada 2 mil toneladas de alimentos para doação
Programete - 17.05.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 17.05.2018
Campanha nacional de combate ao abuso sexual infantil será realizada amanhã em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 17.05.2018
Campanha de combate a hanseníase, tuberculose e leishmaniose será realizada neste sábado em Mineiros
Programete - 16.05.2018
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 16.05.2018
Professores da rede municipal de ensino fazem protesto em frente à Câmara Municipal de Mineiros
Jornal do Meio Dia - 16.05.2018
Sistema Faeg/Senar traz de volta a Mineiros o programa Campo Saúde
Anterior Proximo