Wed, 23 de Sep de 2020

Moro homologa acordo, e Andrade Gutierrez aceita pagar R$ 1 bilhão

Em acordo de leniência, empresa deve revelar detalhes suspeitos sobre contratos para obras de Belo Monte e Angra 3

08/05/2016 19h19
O Globo

A Justiça Federal homologou, nesta quinta-feira, acordo de leniência com a Andrade Gutierrez, segunda maior construtora do país. Além de fornecer provas à investigação da Operação Lava-Jato, a empresa se comprometeu a pagar R$ 1 bilhão à União como ressarcimento pelos crimes cometidos em contratos com o poder público. Essa é a maior indenização já paga por uma empreiteira em acordos do tipo.

A empresa começou a negociar a colaboração com o Ministério Público Federal em outubro de 2015. Os executivos se comprometeram a revelar detalhes de contratos vencidos pela empreiteira em obras da hidrelétrica Belo Monte, da Usina nuclear Angra 3, da Ferrovia Norte-Sul e de estádios da Copa do Mundo.

Além disso, o ex-presidente da Andrade, Otávio Marques de Azevedo, e o ex-executivo Flávio Barra disseram, em suas delações, que a propina por obras superfaturadas feitas pela empresa foi paga na forma de doações legais às campanhas presidenciais de Dilma Rousseff. Os executivos apontam, ainda, pagamento de R$ 150 milhões em propina em campanhas eleitorais do PT e do PMDB em 2010, 2012 e 2014,

Entre os políticos citados pelos dois executivos como envolvidos no esquema estão os ex-ministros da Casa Civil Antonio Palocci e Erenice Guerra; o ministro da Secretaria de Comunicação, Edinho Silva; o senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia; e o ex-ministro Delfim Netto. Todos eles negam participação nos crimes.

A Andrade Gutierrez publicará, na edição desta segunda-feira de alguns dos principais jornais do país, um pedido de desculpas e um apanhado de oito propostas para a relação do poder público com suas contratantes. No texto, a empresa diz que o Supremo Tribunal Federal (STF) havia homologado acordos de delação premiada de seus executivos, como o ex-presidente da companhia Otávio Azevedo, e que agora também foi fechada a leniência.


Mais Acessadas da Semana
Mais Acessadas
áudios
Jornal do Meio Dia - 22.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 21.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 19.09.2020
Produtores rurais já comercializaram cerca de 70% da próxima safra em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 19.09.2020
Brasil terá produção recorde de soja e milho na safra 2020/2021, diz presidente da Faeg
Jornal do Meio Dia - 18.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 18.09.2020
Em agosto e setembro, área queimada chega a 130 mil hectares em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 17.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 17.09.2020
Cartório da 21ª Zona Eleitoral faz balanço sobre as convenções partidárias em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 16.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 16.09.2020
Mudança na legislação de aquisição de imóveis rurais por empresas estrangeiras pode atrair investimentos para o Brasil
Jornal do Meio Dia - 16.09.2020
MDB oficializa candidatura para a majoritária em chapa mista com o PP em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 15.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 15.09.2020
Presidente da Faeg José Mário Schreiner alta do preço do arroz no Jornal do Meio Dia
Jornal do Meio Dia - 14.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 14.09.2020
Cufa vai doar 400 chips de celular com pacote de internet e ligações para famílias carentes de Mineiros
Anterior Proximo