Wed, 23 de Sep de 2020

Policiais apontam ligação entre roubo de banco e tráfico de drogas

As constantes explosões de caixas eletrônicos podem ter ligação com o tráfico de drogas, de acordo com as forças de segurança de Goiás.

21/05/2016 07h50
O Popular

As constantes explosões de caixas eletrônicos podem ter ligação com o tráfico de drogas, de acordo com as forças de segurança de Goiás. Levantamento realizado mostra que, este ano, pelo menos 24 ataques a terminais de autoatendimento foram registrados no Estado.

Apesar de preferir não generalizar, o delegado Alex Vasconcellos, do Grupo Antirroubo a Banco (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), admite a relação entre os dois tipos de crime. "As investigações dão conta de que não é incomum quadrilhas fazerem a aquisição de drogas ilícitas para seu posterior comércio com o dinheiro obtido no roubo a banco, tendo em vista que os valores não são tão vultuosos como a maioria das pessoas acha. Mas não são todas", explica.

Para o tenente-coronel Wellington Urzêda, comandante de Missões Especiais da Polícia Militar (PM), esses grupos se envolvem em uma rede de crimes. "Essas quadrilhas atuam no Brasil inteiro e fazem barba, cabelo e bigode. São elementos envolvidos em roubo de veículos, tráfico de armas e de drogas", diz.

De acordo com o delegado Vasconcellos, responsável pelo caso, o GAB monitorava três quadrilhas. Uma delas foi desarticulada na madrugada de terça-feira, durante um ataque a banco em Gouvelândia. Dois suspeitos morreram e dois PMs ficaram feridos. 

O grupo era monitorado pela Polícia Civil desde o dia 13 de abril, após a explosão de caixas na cidade de Campo Limpo. Os quatro integrantes também teriam atuado em um ataque no dia 15, em Bom Jesus de Goiás. Dois participantes do crime estão foragidos. A quadrilha do Triângulo Mineiro atuava no território mineiro e no Sul e Sudoeste de Goiás. 

Além dela, o GAB investiga dois outros grupos. Um atua na região metropolitana de Goiânia e seria responsável pelo ataque ao Banco do Brasil da Avenida Castelo Branco, em Campinas, na madrugada da última quinta-feira, e pela explosão de caixas eletrônicos no início de Abril, em Aparecida de Goiânia.

O GAB também apura a atuação de uma quadrilha no Norte do Estado, que tem aterrorizado municípios menores com a modalidade denominada pela Polícia Militar como "novo cangaço", em alusão ao movimento ocorrido no Nordeste do País no século passado(veja no quadro ao lado). 


Mais Acessadas da Semana
Mais Acessadas
áudios
Jornal do Meio Dia - 22.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 21.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 19.09.2020
Produtores rurais já comercializaram cerca de 70% da próxima safra em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 19.09.2020
Brasil terá produção recorde de soja e milho na safra 2020/2021, diz presidente da Faeg
Jornal do Meio Dia - 18.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 18.09.2020
Em agosto e setembro, área queimada chega a 130 mil hectares em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 17.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 17.09.2020
Cartório da 21ª Zona Eleitoral faz balanço sobre as convenções partidárias em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 16.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 16.09.2020
Mudança na legislação de aquisição de imóveis rurais por empresas estrangeiras pode atrair investimentos para o Brasil
Jornal do Meio Dia - 16.09.2020
MDB oficializa candidatura para a majoritária em chapa mista com o PP em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 15.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 15.09.2020
Presidente da Faeg José Mário Schreiner alta do preço do arroz no Jornal do Meio Dia
Jornal do Meio Dia - 14.09.2020
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 14.09.2020
Cufa vai doar 400 chips de celular com pacote de internet e ligações para famílias carentes de Mineiros
Anterior Proximo